Pular para o conteúdo principal

EXIBIÇÃO NO PALÁCIO CRUZ E SOUSA

Ainda estou impressionado com seu trabalho, e mais, com sua sensibilidade, criatividade, poder de síntese, etc. E como, por um raio poético, vc dá uma outra dimensão a um fato. Atualmente uma frase do poeta Júlio Castañon Guimarâes me persegue. "Do escuro então lhe passou pela pele de raspão, algo como uma palavra remota." Gosto e sempre gostei da expressão palavra remota e dela penso há tempos, pois tenho desconfiança da palavra imediata, de seu poder que quase tudo vela. E é nessa via que penso seu trabalho. Sua capacidade de compreender o espaço remoto em todos os seus meandros. Há o fato que como informação se limita na própria informação, em seu tempo, em seu imediatismo. Em seu trabalho isso não ocorre pois o fato ganha outras realidades e nos permite outros níveis de percepção,outra lógica. Ocupa um espaço, ou melhor, se faz presente nesse espaço remoto. Amplia seus limites, permite outras presenças, torna-se uma rede de convivências de fatos cujo sentido pode até mesmo nos levar a indagações ontológicas. É nesse sentido, quando o vídeo chegou a seu fim por uma imagem que ultrapassou a que lhe antecedeu ganhando uma autonomia, que há a possibilidade de um recomeço, e neste recomeço ética e estética se tornam quase uma coisa só. Ainda pretendo pensar muito mais no que vc vem fazendo. Agora só quero te dizer o quanto tem me entusiasmado seu trabalho e te encorajar a ir cada vez mais longe.
José Maria Dias da Cruz

Parabéns pelo filme e pela apresentação! É de curta metragem e de longa reflexão! É animador ver, cada vez mais, mulheres trabalhando com temas desta envergadura.
Martha Ozol

Foi muito bom ver teu filme, denso, poético, do jeito que eu gosto que seja a arte...
Rubens da Cunha
http://www.casadeparagens.blogspot.com/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

 "Da Janela", de Giovana Zimermann e Sebastião Braga, participou do evento Gênero e Imagens no mundo Ibero-Latino-Americano na Paris Sorbonne, outubro de 2015. 
http://ndonline.com.br/florianopolis/plural/282370-curta-metragem-dirigido-por-catarinense-sera-exibido-em-paris.html





10 Octobre 2015 | Toute la journée

Journée d’études coordonnée par Alberto Da Silva (MC Paris-Sorbonne CRIMIC), avec Mercedes Alvarez San Román, David Jurado et Francisco Montaña (doctorants Paris-Sorbonne CRITIC), en collaboration avec Daniela Novelli (Post-doctorante de l’Instituto de Estudos de Gênero – UFSC) etBernadete Brasiliense (Doctorante en sociologie à l’Université de Brasília). Télécharger programme Télécharger l’appel à communication
Programme 9h00 – Ouverture de la journée par Nancy Berthier (Paris Sorbonne – Paris IV) 9h15 – 10h45 – Conférence inaugurale de Geneviève Sellier (Université Michel de Montaigne Bordeaux 3) – présentée par Alberto da Silva (Paris Sorbonne – Paris IV) 11h00 – Table…

FICHA TÉCNICA

FICHA TÉCNICA DO CURTA-METRAGEM “DA JANELA”

DIREÇÃO: Giovana Zimermann E Sebastião Braga,
ROTEIRO E STORYBOARD: Giovana Zimermann,
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Sofia Mafalda E Fabiola Becker
EDIÇÃO: Tiago Santos,
ELENCO: Elianne Carpes, Giovana Zimermann, Luiz Claudio Leite,
Marcos José Santin, Marta Cesar E Noara Quintana.
PREPARADORA DE ELENCO: Elianne Carpes,
DIREÇÃO DE ARTE: Lina Lavoratti,
DIREÇÃO DE FOTOGRAFIA: Martin Carvalho,
ELETRECISTA: Dill,
TRILHA SONORA: CURANDERA: COMPOSIÇÃO E VOCAL: Guilherme Zimermann Kummer
ARRANJO MUSICAL: Frederico Teixeira e Du Gomide.
STILL: Anelise Borges.
TRADUÇÃO ESPANHOL: Alejandra Maria Rojas Covalski
TRADUÇÃO EM FRANCÊS: Clarissa Laus

ASSISTENTEDE DE ARTE: Stella Bloss, Figurino: Moara Costenaro
ASSISTENTES: Silvio César e Lua
MAQUINISTA: Ricardo Xará
SOM DIRETO: Paraíba
MAKING OFF: João Abreu Dias
DESIGN GRÁFICO: Giovana Zimermann